2001 | vaidade


Vaidade não como linha de chegada, mas ponto de partida. Especular sobre suas origens psíquicas, trabalhar sobre depoimentos íntimos os mais diversos, abordando a vaidade como característica intrínseca à vida urbana, teia de fundo das relações humanas. Vaidade como a necessidade que temos do espelho do outro para constituirmos nossa identidade, como a busca frenética do indivíduo por atenção e aceitação em sociedade.

O vídeo, grande veículo gerador de imagens do século XX, é o suporte cenográfico, revelando detalhes particulares para a esfera pública através do olhar furtivamente invasor das objetivas. São usadas imagens captadas nas ruas, entrevistas, cenas ensaiadas ou captadas ao vivo.

Vaidade tem trilha sonora originalmente composta para o espetáculo e executada ao vivo pela banda Brasov.

concepção, direção e coreografia: Dani Lima
co-direção: Mônica Prinzac
criação coreográfica: Clarice Silva, Cláudio Ribeiro, Dani Lima, Fernanda Prata, Vinicius Salles, Gera Dias, Valeska Gonçalves e Tatiana Miranda
trilha sonora original: Felipe Rocha e Brasov
iluminação: Paulo César Medeiros
direção de arte: André Weller
figurinos: Valéria Martins
vídeos: André Weller e Dani Lima
direção de produção: Letícia Jacques
assistente de produção: Tatiana Garcias
realização: Buenos Dias Projetos e Produções Culturais / Márcia Dias e Cia de Dança Dani Lima
fotos: Cafi
vídeo: André Monteiro
patrocínio: AVON


“Dani Lima consegue produzir, com seu ótimo e jovem elenco, situações e imagens rigorosamente originais, autorais, recheadas de criatividade. (…) Dedica-se ao singular como particularidade mesmo, como que apostando que as familiaridades serão inevitáveis por si mesmas”.
Helena Katz, Caderno 2 | Estado de SP
Fev 2002

  • Flickr

    Vaidadevaidade_vert02vaidade005vaidade003

  • Vaidade. Vanity. Vanité . Vanità [Do latim vanitate] S.f. 1. Qualidade do que é vão, ilusório, instável ou pouco duradouro. 2. Desejo imoderado de atrair atenção ou homenagens. 3. V. vanglória. 4. Presunção, fatuidade. 5. Coisa fútil ou insignificante; frivolidade, futilidade, tolice. Novo Dicionário Aurélio