2015 | 6 modelos para jogar

Este projeto foi idealizado por Alex Cassal e Dani Lima, a partir do desejo de criar um trabalho inspirado na obra “O Jogo da Amarelinha”do escritor Julio Cortázar e criada colaborativamente pelos coreógrafos e diretores Alex Cassal, Dani Lima, Denise Stutz, Cristian Duarte e Márcio Abreu em parceria com os intérpretes-criadores Júlia Rocha, Fábio Osório, Francisco Thiago e Renato Linhares. Assim como o livro de Cortázar dá ao leitor a possibilidade de escolher a sua ordem de leitura, explorando a linguagem como um jogo que nos coloca diante do outro e testa nossas possibilidades de nos encontrarmos ou nos perdermos, o projeto desafiou artistas de diferentes perfis a construírem um espetáculo que seria ao mesmo tempo imprevisível e coletivo, como um jogo. O resultado foram seis espetáculos diferentes, todos criados pela mesma equipe a partir do mesmo material, mas com seleções e organizações distintas. Uma obra multifacetada que convida o espectador a habitá-la, a construir a sensação de deriva, como aquela de um transeunte que pode se perder em uma paisagem desconhecida.